Aula dia 03/03/2010

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Aula dia 03/03/2010

Mensagem  Profª Celene em Qui Mar 03, 2011 1:59 am

Formação do território brasileiro e o desenvolvimento de sua economia: do arquipélago ao continente.


A importância das atividades econômicas
As atividades econômicas foram fator essencial para a expansão territorial brasileira. Nossa economia colonial ( 1500- 1822) girava em torno da produção de gêneros primários voltados, em sua maior parte, á exportação e ás necessidades da metrópole portuguesa.

Atividades econômicas do período colonial
No século XVI- a exploração do pau- brasil era o motor da economia. Nos séculos seguintes, a própria escassez de tal recurso fez gerar novos interesses aos portugueses.
No século seguinte já se tinha um território muito maior e com atividades econômicas mais diversificadas como, o cultivo da cana-de-açúcar, inicio de atividades pecuárias.
Em meados de 1740 a 1750 já no século XVIII, a atividade mineradora, ou seja, a extração de recursos minerais, do solo brasileiro já se destacavam entre os portugueses, e nesse momento o território também já se apresenta basicamente com sua forma atual.

Arquipélago econômico
Normalmente dizemos que o desenvolvimento do território brasileiro se deu em forma de arquipélagos (ilhas). Pois a medida que se mudavam as atividades econômicas algumas cidades surgiram , associadas as atividades econômicas em si, e as vezes muito distante umas das outras.
Então podemos deduzir que a expansão de nosso território ocorre de forma desigual,e não existe articulação entre as áreas.
O arquipélago agrário exportador que passou a caracterizar a chamada economia de arquipélago que correspondia na materialização da estrutura sócio-econômica (rural), que passaria a estabelecer também a idéia de "vocação agrícola", sendo esta forma de revelar o papel da colônia e de sua manutenção em atividades primárias.



Em síntese pode-se destacar: o povoamento concentrado no litoral e ao longo dos rios; ausência de integração entre as áreas econômicas mais ativas e densamente povoadas, pois estavam isoladas umas das outras, comunicando-se apenas por via marítima; a ocupação econômica até meados do século XX, foi estimulada, principalmente, pela demanda de produtos para o comércio exterior.
O meio natural é evidenciado pelos ciclos econômicos ocorridos no Brasil, como a produção de açúcar no litoral nordestino, a exploração do ouro e de pedras preciosas a partir do século XVIII, responsável pela incorporação de novas regiões à fronteira econômica (os atuais Estados de Minas Gerais, Goiás, Mato Grosso e Mato Grosso do Sul). O Rio de Janeiro torna-se muito importante no cenário da mineração, devido às necessidades de escoamento e de fiscalização da produção mineral, tornando-se assim a capital da colônia em 1763.
O homem começa a se sobrepor ao império da natureza a partir do momento que o mesmo começa a construir e fazer uso de sistemas técnicos. A vigência desse meio geográfico é composta de vários subperíodos, durante os quais o território brasileiro incorporou máquinas, como telégrafos, ferrovias, portos, de forma seletiva, caracterizando-se esse meio por desigualdades regionais.
é possível salientar o desenvolvimento da economia cafeeira no Sudeste e um novo processo de valorização do território brasileiro, observando a transição entre o meio natural e o técnico.



Nesse período ocorre uma relativa integração do território, uma industrialização intensa em São Paulo e arredores, permitindo que a cidade e o Estado adquirissem papel central na vida econômica do país e a construção de Brasília durante o governo de Juscelino Kubitschek (1956-1961), marco representativo do processo de interiorização do país.



Embora os dados naturais expliquem aspectos das atuais diferenças regionais do território brasileiro, nas últimas décadas o crescente acréscimo de ciência e tecnologia ao território configura-se como o elemento central da diferenciação.
O território brasileiro apresenta novas e significativas transformações como: infraestrutura e integração nacional; diversificação econômica e desconcentração industrial; nova fase de urbanização, onde a urbanização e povoamento que estavam exclusivamente no litoral passam agora para todo o território brasileiro, surgindo novas cidades médias em todo o país.

A integração Nacional
Até 1930, as principais atividades econômicas desenvolvidas no Brasil – canavieira, mineradora e cafeeira – destinavam-se ao mercado externo. A partir daí teve início um processo que se voltou para o abastecimento do mercado interno. Retomando a idéia de que “o Brasil não é só litoral”. A integração econômica territorial do Brasil ou a organização de um espaço nacional interligado só ocorreu de fato com a industrialização, iniciada na década de 1930 e consolidada a partir da década de 1950.


DIT- Divisão Internacional do trabalho: De modo simplificado, é a divisão do trabalho ou da produção, imposta pelos países colonizadores (metrópoles) às suas colônias, cabendo a estas o fornecimento de produtos agrícolas e industriais na interdependência econômica estabelecida.

Fonte: Caderno do Professor: geografia, ensino médio – 2º ano. São Paulo: SEE, 2009.

Reflexões: Agora é sua vez!!!

1- Considerando o que é a Divisão Internacional do trabalho e a maneira como a economia afetou o crescimento de nosso território, o que se pode considerar sobre a posição do Brasil em relação a economia mundial?

2- O fato de nosso território ter crescido como um arquipélago e com algumas cidades não terem tido articulação entre si neste processo, apresenta mais aspectos positivos ou negativos. Justifique.

3- Como o processo de integração do território brasileiro possibilitou um rompimento dos arquipélagos econômicos no Brasil?

4- Explique os mapas apresentados no item arquipélagos econômicos detalhadamente.
avatar
Profª Celene
Admin

Mensagens : 26
Data de inscrição : 02/03/2011
Localização : Rio de Janeiro

http://geografiapulsante.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Respostas

Mensagem  Thais em Qui Mar 03, 2011 9:05 am

1) Na época que ocorreu a divisão internacional do trabalho, começou a troca de mercadorias com a metrópole, o que possibilitou o seu crescimento econômico e fez com que se tornasse o que é nos dias de hoje.

2) Negativo, pois uma vez que o território cresce como um arquipélago e não existe articulação entre as áreas, a expansão do territorio ocorre de forma desigual.

3) A integração do território brasileiro surgiu com o processo de industrialização ocorrido. Rompendo com os arquipélagos existentes, que eram os responsáveis pela não articulação entre as áreas.

4) O primeiro mapa mostra a ausência de interação entre as áreas presentes. O segundo demonstra a relativa integração do território, consequência da industrialização de São Paulo e arredores, e a construção de Brasília, o que marca a interiorização do país. O terceiro mostra o povoamento que se estende por todo o território, criando o surgimento de novas cidades médias. Esses mapas demonstram as etapas do crescimento econômico Brasileiro.
avatar
Thais

Mensagens : 2
Data de inscrição : 03/03/2011
Idade : 22

Voltar ao Topo Ir em baixo

Respostas

Mensagem  Mariagabrielamf em Qui Mar 03, 2011 9:08 am

1- Apesar do Brasil, no começo de sua história, ter tido uma divisão do trabalho imposta por Portugal a ele, aonde ele exportava produtos agrícolas para a metrópole essa história mudou, pois hoje em dia, o pais é considerado um pais economicamente ativo, no qual consegue importa e exportar produtos para vários países do mundo, não somente para Portugal, como costumava ser.

2- Negativo, o fato do crescimento em forma de arquipélago prejudicou o pais porque ele não cresceu por igual em todas as regiões e estados, por causa dessa divisão alguns estados se desenvolveram mais rapidamente e outros com mais lentidão.

3- O processo de integração do território brasileiro, fez com que não só os arquipélagos começassem a crescer, mas que ocorresse uma interiorização no pais, isso fez com que os estados do atual centro-oeste começassem a crescer e se destacar tendo como marco dessa interiorização criação de Brasília e o deslocamento do distrito federal do Rio para lá.

4- Os mapas mostram o processo de crescimento do Brasil, eles mostram o pais desde sua ocupação como arquipélago até sua interiorização, na verdade os mapas ilustram o que eu já havia retratado nas perguntas 2 e 3, um processo no qual o Brasil deixou de crescer em apenas alguns pontos e passou a crescer por inteiro, mesmo que algumas áreas já tivessem se desenvolvido mais que outras.

avatar
Mariagabrielamf

Mensagens : 3
Data de inscrição : 03/03/2011
Idade : 23

http://twitter.com/mariagabrielamf

Voltar ao Topo Ir em baixo

Respostas

Mensagem  Luísa Ribeiro em Qui Mar 03, 2011 6:41 pm

1) Durante muito tempo, devido a sua relação com a metrópole, o Brasil tem como papel na DIT produzir e exportar matérias primas. Só depois que essa situação se alterou, tornando a economia brasileira mais flexível.

2) Apresenta mais aspectos negativos, pois a falta de harmonia na divisão e ocupação de nosso território, gerou e ainda gera fome, desemprego e marginalização.

3) Essa integração possibilitou o fim dos arquipélagos econômicos pois, com a industrialização voltou parte da produção para o abastecimento do mercado interno.

4) O primeiro mapa, e também o mais antigo, mostra o Brasil ainda limitado na questão da expansão territorial, apesar de mostrar rotas em direção ao interior. O segundo mapa, de 1930, mostra um maior foco na região sudeste, onde está o Rio de Janeiro que era na época o Distrito Federal, além de indicar certos avanços em direção ao interior. O último mapa focaliza ainda mais a região sudeste, que é o centro das exportações e mostra migrações em direção a esse mesmo local, e a região centro oeste.
avatar
Luísa Ribeiro

Mensagens : 5
Data de inscrição : 03/03/2011
Idade : 22
Localização : Rio de Janeiro

http://www.agarotaqueespera.blogspot.com/

Voltar ao Topo Ir em baixo

respondendo

Mensagem  Bels Fonseca em Qui Mar 03, 2011 7:48 pm

1- Durante muitos anos, Brasil, teve que fornecer materias primas para Sua metrópole,Portugal. MAs hoje em dia não é mais assim. Hoje podemos afirmar que Brasil tem um comércio ativo.

2- Há mais aspectos negativos; Pelo Brasil ter crescido de uma forma de arquipélago isso gerou uma diferenças entre as regiões, que não cresciam iguais. alem disso gerou, fome e outras coisas.

3- A integração do nosso país levou ao fim do arquipélago que existia, que prejudicava muito o nossos país de diversas maneiras . Esse fato mais a industrialização fez com que parte da produção ficasse no país.


4- O primeiro mapa mostra um país com poucas rotas que levem ao interior. Ja no segundo mapa podemos ver uma concentração no Rio de Janeiro, onde naquela época era o DF. No terceiro podemos ver um bom avanço para o interior, ou melhor, uma maior interação entre o interior e os maiores centros
avatar
Bels Fonseca

Mensagens : 2
Data de inscrição : 03/03/2011
Idade : 23
Localização : Cidade Maravilhosa

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Aula dia 03/03/2010

Mensagem  Juan Rodrigues em Sex Mar 04, 2011 7:04 pm

1- O Brasil comercializava matérias primas com Portugal, sua Metrópole. Os anos passaram, e agora podemos dizer que com o passar do anos, conseguimos nossa "independência" financeira, e viramos uma potência.

2- Negativos, pois quando o Brasil era tratado como dependente de Portugal, não havia nenhum tipo de diversidade. Eram de um lado os índios nativos da terra e do outro os portugueses. Mesmo assim, os portugueses tentaram converter os índios aos seus costumes, na maioria das vezes sem sucesso.

3- A integração pôde romper as ligações econômicas que o Brasil mantinha com Portugal e possibilitou a criação de outras.

4- Na época do primeiro mapa, as zonas de influência não eram ligadas entre si, o que não permitia interação entre elas. No segundo mapa, o Rio de Janeiro já era DF, então a maior parte circulava dentro dele. Já no terceiro mapa, há relação entre todas as zonas de influência, o que permite uma maior atividade comercial, porém; fica evidente que tudo está conectado a Região Sudeste, que até hoje domina a maior parte da economia, por ser uma grande porta de entrada de produtos importados.
avatar
Juan Rodrigues

Mensagens : 8
Data de inscrição : 03/03/2011
Idade : 22
Localização : Rio de Janeiro

http://www.facebook.com/#!/juan.rodrigues.cruz

Voltar ao Topo Ir em baixo

Respostas

Mensagem  Amanda Cordovil em Dom Mar 06, 2011 1:50 pm

1- Pode-se considerar que a posição do Brasil, embora existam diferenças regionais, econômicas e sociais, o país apresentou significativas transformações em relação a economia Mundial.
Tais como: infra-estrutura, integração nacional; diversificada economicamente, desconcentração industrial e nova fase de urbanização.

2- Negativo. Porque a medida que se mudavam as atividades econômicas algumas cidades surgiram, associadas as atividades econômicas em si, as vezes distantes umas das outras. Então podemos deduzir que a expansão do nosso território ocorre de forma desigual e não existem articulações entre as áreas.

3- Com o processo de povoamento concentrado no litoral e ao longe dos rios; ausência de integração entre as áreas econômicas mais ativas e densamente povoadas, pois estavam isoladas umas das outras.

4- No ano de 1890 as zonas dos principais focos econômicos no Brasil eram no litoral, com uma pequena área no Mato Grosso. J[a no mapa do ano de 1940 as zonas começam a ir mais para o interior do sul do país. E Em 1990 as zonas econômicas j[a estão mais espalhadas pelo Brasil com maior foco em São Paulo, Rio de Janeiro e Minas Gerais.
avatar
Amanda Cordovil

Mensagens : 4
Data de inscrição : 03/03/2011
Idade : 23
Localização : Rio de Janeiro

http://istheclimb.tumblr.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

RESPOSTAS:

Mensagem  Ana Carolina Britto em Qui Mar 10, 2011 11:58 pm

1- Quando o Brasil começou a ser colonizado, devido ao Pacto Colonial, este era "forçado" à comercializar somente com Portugal. Nesse período, o Brasil fornecia apenas as matérias primas à Portugal, ou seja, era um país exportador de produtos agrícolas, e Portugal era o fornecedor dos produtos que eram feitos com estas matérias primas. A matéria prima era bem menos valorizada que o produto pronto, gerando muitos lucros para a metrópole. Após a indepêndencia do Brasil e muitos outros fatores, como a industrialização do território brasileiro, a indústria brasileira passou a se desenvolver muito.Hoje, o Brasil é um grande exportador, principalemente de gêneros agrícolas.

2- Apresenta mais aspectos negativos, uma vez que as regiões cresceram de forma desigual. Essa divisão gera reflexos até hoje, uma vez que há regiões mais pobres do que outras, umas mais desenvolvidas do que outras.

3-Com a diminuição da produção de gêneros agrícolas para o mercado externo e com o início da produção para o mercado interno, o Brasil começou a se unir. O rompimento dos arquipélagos só se deu de fato, com a industrialização do território brasileiro, pois este passou a se interligar, devido à demanda de matérias primas pela indústria, pela demanda de mão-de-obra, mercado consumidor...

4- No mapa de 1890, os principais focos econômicos localizavam-se no litoral e também na região Sudeste. Havia um fluxo migratório do Nordeste em direção à região Norte. E, além disso, o territória brasileiro era pouco interligado, as regiões eram "independentes". No mapa de 1940, o território brasileiro encontra-se mais interligado. O fluxo migratório tem sua origem na região Nordeste em direção à Sudeste. A maioria dos focos econômicos ainda se concentra no litorais e na região Sudeste, onde se localizava o DF, no RJ. Há um destaque pra a região Norte e começa a haver uma interiorização desses focos. Já no mapa de 1990, é possível verificar uma grande integração entre os estados brasileiros. Entretanto, os focos econômicos continuam concentrados na região Sudeste. Há um fluxo migratório em direção à essa região e também às regiões Centro-Oeste e algns estados do Nordeste.

avatar
Ana Carolina Britto

Mensagens : 3
Data de inscrição : 03/03/2011
Idade : 22

Voltar ao Topo Ir em baixo

RESPOSTAS

Mensagem  Cristal Dantas em Seg Mar 14, 2011 6:28 pm

1- Quando o Brasil foi colonizado, tevo sua divisão do trabalho imposta por Portugual, onde ele era ''forçado'' a comercializar com a metrópole onde exportava produtor agrícolas. Hoje em dia o País consegue importa e exportar produtos para vários países tendo uma economia ativa.

2-Negativo, pois da maneira em que cresceu não foi igual em todas as regiões, tendo como consequência um rápido desenvolvimento de alguns estados gerando regiões mais pobres que outras.

3-O fim dos arquipélagos econômicos, foi devido a integração do território brasileiro, voltando a produção para o mercado interno.

4-Os mapas ilustram o crescimeto do Brasil, a indutrialização levando o pais a sua interiozação e o desenvolvimento mais acentuadas que algumas regiões.
avatar
Cristal Dantas

Mensagens : 2
Data de inscrição : 03/03/2011
Localização : Jacacity

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Aula dia 03/03/2010

Mensagem  Isadora Amorim em Seg Mar 14, 2011 7:42 pm

1- No inicio da colonização o Brasil só podia comercializar produtos agrícolas com Portugal, que por sua vez fornecia esses produtos a outros países gerando lucra para a metrópole. Hoje com a indústria brasileira se desenvolveu, o Brasil é um grande exportador de matéria agrícola.


2- Aspectos negativos. Pois as regiões do Brasil cresceram de forma desigual tornando algumas regiões mais pobres do que outras, tendo o aumento do desemprego e da marginalidade.

3-O rompimento dos arquipélagos econômicos ocorreu, pois a industrialização do Brasil passou a se interligar com o mercado interno.

4- No mapa de 1890, o Brasil era limitado em sua expansão territorial, porém havia um fluxo migratório em direção a região norte. No mapa de 1940, o fluxo migratório vai em direção ao sudeste onde se encontra o Rio de Janeiro que na época era o Distrito Federal. Tendo também uma interiorização na região norte. No mapa 1990, o centro das exportações e da migração permanece na região sudeste, e na região centro-oeste também há um fluxo migratório.

avatar
Isadora Amorim

Mensagens : 2
Data de inscrição : 03/03/2011
Idade : 22

Voltar ao Topo Ir em baixo

Respostas!!

Mensagem  Fernanda Spolidoro em Seg Mar 14, 2011 10:54 pm

1> A Divisão Internacional do trabalho no Brasil foi por muito tempo imposta por Portugal, onde o Brasil produzia e exportava matéria prima para a matrópole, quando ele foi colonizado. Mas hoje em dia a situação do Brasil é diferente, hoje somos um país que exporta e importa produtos, principalmente de gêneros agrícolas, com uma indústria bem mais desenvolvida etc.

2> Apresenta mais aspectos negativos, pois esse crescimento não era igualitário em todas as regiões, e com isso as regiões adquiriram características diferentes, algumas eram mais pobres que as outras, por exemplo, gerando várias consequências..

3> Os arquipélagos econômicos tiveram o seu fim, a partir da industrialização, que gerou a integração do território brasileiro e que parte da produção ficasse no país.

4> Os mapas mostram as situações em que o Brasil esteve. No primeiro mapa as rotas eram com mais intensidade em direção ao norte, já no segundo mapa as rotas eram para o sudeste, onde estava o Rio de Janeiro (DF naquela época). E o terceiro mapa as rotas eram mais "diferenciadas'', ainda para o sudeste mas também para o centro-oeste.
avatar
Fernanda Spolidoro

Mensagens : 3
Data de inscrição : 03/03/2011
Idade : 22
Localização : Rio de Janeiro

Voltar ao Topo Ir em baixo

Respostas

Mensagem  Erick Maciel em Ter Mar 15, 2011 7:26 pm

1 - No início o Brasil comercializava matérias primas apenas com o Portugal. Atualemente o Brasil é livre do pacto colonial e pode comercializar livremente com todo o mundo, sendo assim uma grande potência de exportação agrícola atualmente.

2- Negativos, porque o Brasil cresceu desde sua colonização de forma desigual, sendo assim, até hoje problemas existem devido a tal, como cidades mais pobres que outras.

3- Com o início da industrialização no Brasil, o mercado interno ganhou mais força, fazendo o país se unificar mais, concequentemente acabando com os arquipélogos existentes.

4- Podemos ver que no primeiro mapa o avanço para o interior é muito baixo; No segundo pode-se perceber que existe uma maior Influência no Sudeste, onde se localiza a cidade do Rio de Janeiro, que no período era a Capital do país; No terceiro mapa podemos ver que a conecção e a influência do interior com as cidades metropolitanas e com todas as outras do país é bem mais avançada do que a que vimos no primeiro mapa.
avatar
Erick Maciel

Mensagens : 2
Data de inscrição : 03/03/2011
Idade : 24
Localização : Grajaú

Voltar ao Topo Ir em baixo

Respostas

Mensagem  Gabriella Dunga em Ter Mar 15, 2011 10:22 pm

1- No início o Brasil teve uma divisão do trabalho imposta por Portugal,assim sendo "obrigado" a comercializar somente com a sua metrópole, no caso, Portugal. Tal situação fazia o Brasil lucrar bem menos, pois a matéria prima era bem menos valorizada do que o produto. Já hoje em dia, o Brasil possui uma economia ativa,onde importa e exporta diversos produtos para vários países.

2- Apresenta mais aspectos negativos, pois as regiões não cresceram de forma igual, assim obtendo-se locais mais desenvolvidos e outros menos.

3- A partir da industrialização ocorreu o fim dos arquipélagos econômicos, pois a mesma gerou uma maior integração do território brasileiro e uma produção para o mercado interno.

4- No primeiro mapa vemos os principais focos econômicos na região Sudeste e no Litoral, não existe uma ligação entre as áreas. No segundo mapa,observamos uma integração no território,devido principalmente a intensa industrialização em São Paulo e seus arredores. No terceiro mapa podemos constatar uma "grande" integração;o povoamento,antes concentrado no litoral, agora é visto em todo o território,surgindo assim novas cidades no país.
avatar
Gabriella Dunga

Mensagens : 2
Data de inscrição : 14/03/2011

Voltar ao Topo Ir em baixo

Resposta

Mensagem  Katarina Azevedo em Sab Mar 19, 2011 5:36 pm

1- No início da divisão internacional do trabalho, imposta por Portugal, o Brasil tinha a obrigação de comercializar somente com sua metrópole e vender suas matérias-primas somente a ele, mas com a industrialização e a independência que o Brasil conseguiu de Portugal, hoje em dia ele conseguiu se tornar um grande exportador de produtos industrializados.

2- Negativo, pois se nosso território tivesse se desenvolvido de uma forma em que todas as regiões se beneficiassem, não teríamos regiões mais desenvolvidas e outras não, seriamos igualmente desenvolvidos.

3- Com o crescimento e a expansão territorial e econômica no Brasil, começou a haver uma interação territorial, fazendo com que os arquipélagos existentes se se rompessem.

4- O primeiro mapa mostra a interação inexistente que ocorria nessas regiões, já no mapa seguinte, em 1940, ele demonstra que por causa do desenvolvimento da economia, comeram a valorizar o território brasileiro, ocorrendo uma transição entre o meio natural e o técnico.
Já no último mapa, em 1990, podemos ver que o Brasil se tornou un pais que suas regiões apresentavam novas e significativas transformações como: infra-estrutura e integração nacional; diversificação econômica e desconcentração industrial; nova fase de urbanização, onde a urbanização e povoamento que estavam exclusivamente no litoral passam agora para todo o território brasileiro.

avatar
Katarina Azevedo

Mensagens : 2
Data de inscrição : 15/03/2011
Idade : 22

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Aula dia 03/03/2010

Mensagem  BarbaraSchipani em Dom Mar 20, 2011 3:41 pm

1- No começo o Brasil só comercializava seus produtos agrícolas com a metrópole, Portugal, porem nos dias de hoje não somos mais dependentes, e temos um comercio ativo.
2- Gera um aspecto negativo, pois a ocupação e a divisão territorial de forma errada gerou um grande desigualdade entre as regiões do Brasil. Tendo assim regiões mais ricas e mais desenvolvidas que outras.
3- Com a integração das regiões brasileiras ouve o fim dos arquipélagos econômicos pois, a industrialização voltou-se para a produção e abastecimento do mercado interno brasileiro.
4- O primeiro mapa mostra uma apenas algumas rotas em direção ao interior. Já o segundo mapa há uma concentração no Rio de janeiro além de mostrar avanços em direção ao interior. E o terceiro mapa podemos ver o maior avanço ao interior e uma relação entre o interior e as ares mais desinvolvidas.
avatar
BarbaraSchipani

Mensagens : 1
Data de inscrição : 19/03/2011

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Aula dia 03/03/2010

Mensagem  Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum